AIP Entrevista Paulo Caldas

Entrevista – Paulo Caldas (Diretor da AIP)

Entrevistámos Paulo Caldas, Diretor do Departamento de Economia e Inovação da Associação Industrial Portuguesa (AIP), que gere o projeto PME Connect para a AIP. Ainda mais, o Paulo é o Coordenador da Enterprise Europe Network, e foi o Presidente da Câmara Municipal do Cartaxo de 2002 a 2011, entre outras funções de destaque que lhe proporcionaram uma vasta experiência da realidade das PME e da internacionalização.

EDP Actvitivation Lab 1 - 010

1)      Enquanto responsável pelas áreas de economia e inovação da AIP, já possui muita experiência em programas de apoio às PME. O que diferencia o programa PME Connect e o que podem esperar as PME de diferente?

A nossa economia só cresce de forma sustentada (acima dos 3%) através de investimento produtivo e reforço da competitividade externa – substituição de importações e aumento das exportações (que aliás tiveram uma evolução notável nos últimos 15 anos, passando de uma taxa abaixo dos 30%, em 2000, para uma taxa acima dos 43% do PIB, em 2017).

O modelo de internacionalização da nossa economia que aposta na realização de feiras e missões externas é claramente limitativo. A verdade é que há ainda um longo caminho a percorrer na internacionalização das PME nacionais – apenas 25 mil empresas exportam de forma sustentada e destas, 80% fazem-no só para um mercado e cerca de 75% têm um volume de negócios afeto à exportação inferior a um milhão de euros.

Os grandes desafios das empresas, para que estas consigam ser competitivas e vencer nos mercados internacionais, colocam-se hoje ao nível da sua capitalização (financiamento) e capacitação para o negócio.

O Survey empresarial que fizemos recentemente, já no âmbito deste projeto, revela que quase 60% das empresas considera como fatores fundamentais para o sucesso do seu processo de internacionalização a realização de parcerias e a conquista de clientes internacionais, para além do conhecimento dos mercados, da sua cultura e prática de negócio.

O “PME Connect” é um programa desenvolvido pela AIP, e apoiado pelo Compete 2020, desenvolvido em parceria com a Deloitte, e que ambiciona fomentar a internacionalização de PME através da interação com grupos económicos grandes já fortemente internacionalizados. Unir os Grupos Fortemente internacionalizados (GFI) com as PME, fazendo com que os primeiros funcionem como ‘porta-aviões’ da internacionalização das PME.

2)      Que setores económicos estão abrangidos neste programa e como está o PME Connect estruturado ao longo do tempo?

Com o Programa PME Connect, cria-se, pela primeira vez no País, uma plataforma abrangente sectorialmente e de eficaz entreajuda entre os ‘grandes’ e os ‘pequenos’, que fortalece a competitividade da economia portuguesa e a sua sustentabilidade.

O programa conta com alguns grupos grandes de maior destaque e representativos da economia nacional, incluindo a: EDP (energia), Mota-Engil (construção), Tekever (defesa/tecnologia), Sonae (retalho) e Pestana (turismo).

Do programa já foram concretizados um benchmarking internacional a 8 mercados (Itália, Espanha, França, Alemanha, Reino Unido, Israel, China e EUA), com resultados muito interessantes do ponto de vista da cooperação empresarial e especialização setorial, para além do Survey aos GFI e PME. Já foram igualmente concretizados 2 workshops colaborativos (Activation Labs) nos setores da energia e do retalho. Estes Workshops vão prosseguir nos próximos 4 meses a par da realização de 5 Dias abertos, um por setor, para a realização de networking empresarial e discussão de diversas temáticas de internacionalização. Finaliza-se o projeto com visitas a 3 mercados internacionais e um seminário final de encerramento em Novembro de 2018.

3)      Neste programa PME Connect, como podem as PME participar nas iniciativas previstas e o que se espera que possam ser resultados concretos do projeto?

Para além do Benchmarking e Survey empresarial e da participação nos Activation Labs (10 empresas por GFI), que já ocorreram e resultou de um processo abrangente e longo de seleção por parte de cada Grupo, com base na sua estratégia de mercado/ competência específica de produto/serviço, as PME podem doravante participar no projeto através da inscrição nos Opens Days Setoriais e nas ações de promoção do mesmo, bem como candidatando-se ao projeto conjunto de internacionalização até ao final de 2018. Podem fazê-lo junto do Website do projeto http://www.aippmeconnect.pt ou contactando a AIP (Direção de Economia, Empreendedorismo, Financiamento e Inovação, através do email economia@aip.pt ou telefone 213601055.

O desafio em estimular a colaboração entre PME nacionais e grupo nacionais fortemente internacionalizados está na capacidade de conseguir criar relações duradouras e sustentáveis entre os mesmos. Essas relações precisam de ser baseados em transferência de conhecimento, uma perceção das realidades ´no terreno´, e capacidades, dos dois tipos de empresas (PME e grupos grandes), e uma visão estratégica capaz de descobrir, e criar, oportunidades de colaboração e sinergias entre os mesmos.

Estamos convictos do sucesso deste projeto na construção desse caminho e abrindo portas para processos de internacionalização sustentáveis das nossas PME.

4)      Este programa possui um Conselho Consultivo. Qual a missão desta estrutura e que entidades a integram?

Através do estabelecimento de um Conselho Consultivo o programa conta com a colaboração de várias entidades com conhecimento diversificado, incluindo: a Universidade de Lisboa (ISEG), a Universidade Católica de Lisboa, AICEP, IAPMEI, AIP, COTEC, Ordem dos Economistas, Casa da América Latina, Deloitte, e os cinco grupos fortemente internacionalizados (EDP, Mota-Engil, Tekever, Sonae e Pestana).

O papel destas entidades é de grande importância no sentido de acompanharem o projeto e ajudarem a construir as suas linhas estratégicas e de sustentabilidade nos próximos anos.

Desta forma, as oportunidades identificadas, metodologias utilizadas e abordagens aplicadas durante o programa, servirão também como lições aprendidas para programas e iniciativas no âmbito de apoio à internacionalização de PME, nomeadamente a conceção e desenvolvimento pela AIP de um projeto conjunto de internacionalização das PME apoiado pelo Portugal 2020 e diretamente pela Comissão Europeia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s