Evento Internacionalização Media News Room Open Days PME Connect

«Estes Open Days com empresas portuguesas são boas práticas que queremos levar para o Paraguai»

Embaixadores da América Latina mostraram oportunidades nos seus países

«Estes Open Days com empresas portuguesas são boas práticas que queremos levar para o Paraguai», salientou Maria José Argaña Mateu, embaixadora do Paraguai em Portugal. A diplomata explicou que estas oportunidades são essenciais para que aquele país se possa mostrar externamente, mas também ótimos exemplos de como as empresas podem trabalhar internamente, em conjunto, para crescer. A embaixadora falava no painel “O papel dos grandes grupos económicos na América Latina”, moderado por Cristina Valério, coordenadora da Programação Económica e Empresarial da Casa da América Latina, no âmbito dos Open Days PME Connect, que decorrem em Lisboa de 20 a 22 de fevereiro.

O Paraguai não pode competir com os grandes grupos empresariais do México ou do Brasil, mas tem uma posição muito forte por exemplo nos setores da agricultura e gado, salientou Maria José Argaña Mateu, embaixadora do Paraguai em Portugal. Há algumas grandes empresas, que têm um papel muito importante na economia, no emprego, sobretudo jovem – o Paraguai tem 70 % da população abaixo dos 30 anos –, e na responsabilidade social, por exemplo. O Paraguai tem um crescimento anual de 4,3%, um crescimento sustentado, que levou à criação de um Conselho Consultivo Empresarial para dinamizar a participação destas empresas públicas e privadas nas relações externas e na política internacional.

O Embaixador do México, Alfredo Rogério Pérez Bravo, destacou que o México é a quinta maior economia emergente do mundo, que tem crescido, prevendo-se 2% de crescimento em 2019. Num mercado desta dimensão, o diplomata aconselhou os empresários portugueses a estudar bem o mercado mexicano e encontrar parceiros locais para melhor enfrentar as suas particularidades e potencialidades, assim como analisar o exemplo de outras empresas portuguesas que estão já no México. Alfredo Pérez Bravo mencionou a Mota Engil, que tem uma postura exemplar no México, apresentando-se como uma empresa que quer ser local, que quer contribuir social e economicamente, e é isto que faz a diferença.

A embaixadora do Uruguai, Brígida Scaffo Erviti, explicou que o seu é o menor país da América Latina, o que exige um esforço adicional para chegar a mercados internacionais. «Não pela qualidade, que é muita, mas precisamente pela dimensão», salienta, revelando que o Uruguai não tem grande grupos económicos, mas antes grandes empresas e muitas médias e pequenas empresas. O setor agroalimentar é muito forte, e exportador, assim como a exploração florestal.

A Colômbia tem uma grande diversidade que está espelhada nas cinco regiões que compõem o país, explicou Carmenza Jaramillo, embaixadora da Colômbia em Portugal. Os grandes grupos empresariais surgem sobretudo de famílias, que têm contribuído muito para o crescimento do país e para que este possa afirmar-se no exterior. A Procolombia é a entidade na Colômbia em que as empresas se apoiam para crescer e chegar aos mercados externos, e com bons exemplos de projetos de cooperação interna e externa.

Os “Casos de sucesso das PME” no âmbito do PME Connect abrem a tarde do primeiro dia, antecedendo as intervenções de Paulo Caldas, diretor de Economia, Financiamento e Inovação da AIP-CCI, Miguel St. Aubyn, vogal executivo do Conselho de Finanças Públicas, e António Mendonça, economista e antigo Ministro das Obras Públicas. O primeiro dia termina com um painel sobre os “Desafios na internacionalização da economia portuguesa e no setor da energia”, e as intervenções de Nuno Ribeiro da Silva, CEO da Endesa, e Ricardo Reis, economista e professor da Católica-Lisbon.

Os “Open Days PME Connect” são um evento de business networking em que serão partilhadas experiências no âmbito do projeto PME Connect e feito um balanço do trabalho realizado até aqui, no Auditório da Casa da América Latina e UCCLA, em Lisboa. Ao longo dos três dias, de 20 a 22 de fevereiro, em que intervirão mais de 80 oradores, entre representantes de grandes empresas portuguesas, PME e organismos públicos, representações diplomáticas, académicos e membros do governo, serão apresentados, igualmente, casos concretos de experiências internacionais, para além de serem transmitidas diferentes visões e conhecimento sobre a internacionalização e competitividade da economia portuguesa.

Este evento de business networking está aberto à participação de todos os interessados, que poderão inscrever-se através do site https://aippmeconnect.com/.

Autor: Midlandcom, Consultores de Comunicação, Lda.
Fotografias: Joaquim Morgado, Color Shop

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s